segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Turbina a base de troca

Essa é uma prática muito comum no trabalho com turbinas. Ter uma turbina semelhante a do cliente para já realizar o negócio a base de troca é um ganho de tempo e de dinheiro, principalmente, para os profissionais e empresas que utilizam o veículo para transportar pessoas ou mercadorias.

Turbinas apl 42/48 e .50 Garrett, Turbinas do Audi A3, turbina do Passat alemão, turbina para utilitários como sprinter 310 e K14 da Ducato BorgWarner, são algumas das peças que temos no sistema a base de troca. Funciona da seguinte forma:

1- Base de troca recondicionada – Nesta opção é realizada quando a turbina do cliente apresenta condições de recondicionamento

2- Base de troca com conjunto rotativo novo – Nesta opção, quando a turbina do cliente não apresenta condições de retifica, a turbina é montada com o conjunto rotativo novo que tem um desempenho superior ao recondicionado.

Sempre recomendamos a opção 2, especialmente, para utilitários como a sprinter, ducato, iveco, caminhões e veículos de frotas como caminhões e ônibus.

Quando o cliente é de outra localidade o procedimento é enviar a turbina via Correio ou Transportadora e assim que recebemos a peça enviamos a turbina a base de troca.
Exemplo do aspecto da turbina quando chega para retifica
Diferença entre conjunto rotativo novo e conjunto danificado
Opção 2: turbina a base de troca com conjunto rotativo novo Garrett

Informações: (11) 3698-5393 - 3591-4502
Celular (11) 99636-4951 ou Rádio Nextel 9*23403