segunda-feira, 21 de setembro de 2015

A solução começa por detectar a causa do problema

Nem sempre o problema é a turbina. Muitos clientes nos procuram relatando defeito no turbo e quando passam por aqui com o veículo, verificamos que a causa é outra. Antes de condenar a turbina é necessário avaliar injeção, bico injetor, bomba de combustível e outros detalhes que interferem no desempenho do carro. Acontece casos em que os clientes trocam 3 turbinas e o problema persisti, resultado, o defeito não era o turbo. Para evitar esse transtorno que acarreta perda de dinheiro e tempo, conte com um mecânico de confiança que tenha em sua oficina aparelho de inspeção de falhas e experiência no ramo.

Hoje mesmo atendemos cliente que passou por aqui com sua escolar Ducato 2.8 com sintomas de problema com turbina e o defeito estava no respiro da van. A turbina estava trabalhando normalmente. Então a orientação que recebeu de que o turbo estava com defeito não procede. Outro dia, também proprietário de van, neste caso Renault Master 2.5, nos visitou para verificarmos o funcionamento da turbina e observamos que funcionava normal e sugerimos verificar os bicos injetores. Eles estavam danificados com muita sujeira e foram substituídos e a falta de potência da Master foi resolvida.

É preciso investigar com cuidado para não trocar o turbo sem necessidade. Aqui mesmo em nosso Blog temos várias dicas úteis sobre manutenção da turbina e itens que afetam seu tempo útil de vida como lubrificação contaminada, dentre outros. Fique atento e se tiver alguma dúvida, entre em contato com nossa equipe nos fones (11) 3591-4502, 3698-5393, Vivo 99636-4951, TIM 94888-9663, Nextel ID 9*23403 ou WhatsApp (11) 947874441. Envie sua mensagem clicando aqui. Acesse nosso Facebook.

Crédito imagem clique aqui